Política

Dilma vai ao Congresso pela 1ª vez desde o impeachment, MEC anuncia cortes de bolsas na Capes e mais notícias.3 min

September 5, 2019 2 min read

author:

Dilma vai ao Congresso pela 1ª vez desde o impeachment, MEC anuncia cortes de bolsas na Capes e mais notícias.3 min

Reading Time: 2 minutes

CCJ do Senado aprova reforma da Previdência e texto agora vai para plenário

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou nesta quarta-feira a PEC da reforma de Previdência. Com esta aprovação o texto agora segue para o plenário. Lá, a proposta será submetida a dois turnos de votação e só será aprovada se tiver os votos de pelo menos 49 dos 81 senadores nos dois turnos. 

Servidores de órgãos que atuam pelo meio ambiente pedem saída de Ricardo Salles 

Os servidores de órgãos ligados ao meio ambiente divulgaram uma carta pública na qual pedem a demissão do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Na carta, eles argumenta que a saída de Salles seria a solução para a crise ambiental no país. A carta foi assinada por 1,2 mil servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Meio Ambiente e do Serviço Florestal Brasileiro. 

Dilma vai ao Congresso pela 1ª vez desde o impeachment 

Para participar de um ato, organizado por partidos de oposição ao governo de Jair Bolsonaro, a ex-presidente Dilma Rousseff voltou ao Congresso nesta quarta-feira (4). O ato contra as privatizações de empresas estatais e em defesa da “soberania nacional” foi realizado em um auditório na Câmara dos Deputados. Dilma chegou acompanhada de aliados políticos, como o ex-prefeito de São Paulo e candidato a presidência de 2018, Fernando Haddad. 

Congresso instala comissão para investigar divulgação de informações falsas 

O Congresso Nacional instalou uma comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI) para apurar a divulgação de informações falsas. A comissão é formada por 15 deputados e 15 senadores e ficou conhecida como a CPI das Fake News. A CPI terá um prazo de 180 dias para apurar “ataques contra a democracia” e o “debate público”. Também deve investigar a suposta criação de perfis falsos nas redes sociais. 

MEC anuncia cortes de mais de 5 mil bolsas na Capes 

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior (Capes) anunciou o corte de 5.613 bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado no Brasil a partir deste mês. Ao todo, a Capes vai deixar de oferecer cerca de 11 mil bolsas e não serão aceitos novos pesquisadores esse ano. O MEC divulgou que, em 2020, a Capes só terá metade do orçamento de 2019. 

Presidente do Chile reage a ataques de Bolsonaro sobre Bachelet 

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, afirmou que “não compartilha” das recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre o pai de Michelle Bachelet, alta comissária da ONU para Direitos Humanos. Na manhã desta quarta-feira, Bolsonaro disse que se o general Augusto Pinochet (ditador chileno nas décadas de 70 e 80) não houvesse derrotado esquerdistas, entre eles Alberto, o pai de Bachelet, o Chile hoje seria “uma Cuba”. 

Equipe econômica diz que não quer mudar teto dos gastos, mas cogitam flexibilização 

A ala política do governo Bolsonaro, com o apoio de parlamentares e militares, defende mudanças no teto dos gastos públicos para liberar mais recursos para os ministérios. No entanto, a equipe econômica não quer mudar o mecanismo, que coloca uma trava no crescimento das despesas públicas. A avaliação dos assessores do ministro da Economia, é de que o ideal seja deixar que os gatilhos do teto sejam acionados, forçando uma redução de despesas do governo. 

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Advertisements