Política

Combate ao coronavírus, Bope mata miliciano investigado no caso Marielle e mais notícias2 min

11/02/2020 < 1 min read

author:

Combate ao coronavírus, Bope mata miliciano investigado no caso Marielle e mais notícias2 min

Reading Time: < 1 minute

Combate ao coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que vai destinar mais de R$ 11 milhões ao Ministério da Defesa. Segundo o texto, o repasse é para investir em ações contra a “emergência de saúde pública de importância internacional” provocada pelo coronavírus.

Bope mata miliciano investigado no caso Marielle

Apontado como o chefe do Escritório do Crime, o miliciano Adriano Magalhães de Nóbrega morreu no domingo (9) em um confronto com policiais militares na Bahia. Ele estava foragido há mais de um ano. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia afirmou que Adriano era suspeito de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes em 2018.

Fachin mantém investigação sobre Instituto Lula

O ministro Edson Fachin, do STF, rejeitou mais um pedido da defesa do ex-presidente Lula para suspender o processo no qual ele é réu. A defesa já havia tentado paralisar o processo. Na ação, o Ministério Público afirma que a Odebrecht comprou um terreno de R$ 12 milhões para o Instituto Lula construir uma nova sede. A defesa do ex-presidente nega.

Guedes pede desculpa a servidores

O ministro da Economia Paulo Guedes, pediu desculpas nesta segunda-feira (10) por ter comparado os servidores públicos a parasitas e afirmou que a frase foi tirada do contexto. Na sexta-feira passada, em uma palestra, o ministro declarou “O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação. Tem estabilidade de emprego, tem aposentadoria generosa, tem tudo. O hospedeiro está morrendo, e o cara virou um parasita”.

Líderes fazem alerta ao governo sobre Orçamento

Líderes partidários avisaram ao Planalto que estão dispostos a negociar a votação de vetos ao orçamento impositivo. Eles ainda alertaram que a derrubada de alguns vetos será certa se o governo não ceder.

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil