Política

Novo nome na Casa Civil, Papa Francisco encontra Lula e mais notícias2 min

14/02/2020 2 min read

author:

Novo nome na Casa Civil, Papa Francisco encontra Lula e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Novo nome na Casa Civil

O presidente Jair Bolsonaro informou, em uma rede social, que o general militar Walter Souza Braga Netto irá assumir a Casa Civil, antes presidida por Onyx Lorenzoni. Onyx agora passará a chefiar o Ministério da Cidadania. Com de decisão, todos os ministros são militares.

Redução do número de servidores na ativa

Em 2019, o governo registrou uma queda no número de servidores públicos federais na ativa durante o primeiro ano do governo Jair Bolsonaro.  Foi o número mais alto em pelo menos 20 anos. O Ministério da Economia alega que os problemas no INSS não estão relacionados à redução no número de funcionários.

PIB aponta dúvidas na economia brasileira

A prévia do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019, divulgada nesta sexta-feira (14) pelo Banco Central, registrando alta de 0,89% aponta dúvidas de que a capacidade de recuperação da economia brasileira esteja realmente certa. Se o índice for confirmado pelo dado oficial do IBGE, mostrará que o Brasil está sem tração para um crescimento mais forte e precisará de ajustes.

Papa Francisco e Lula

Na quinta-feira (13), o Papa Francisco recebeu o ex-presidente Lula no Vaticano. Segundo o site do Instituto Lula, o ex-presidente viajou até a Santa Sé para falar de temas como a fome, desigualdade social e intolerância.

Almirante na Secretaria de Assuntos Estratégicos

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que colocou sob sua “subordinação direta” a Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (SAE). Bolsonaro nomeou o almirante Flávio Augusto Viana Rocha para o comandar o cargo.

Guedes diz que reforma tributária vai acalmar os ânimos

O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou em entrevista que a reforma tributária deve pacificar a relação entre o presidente Bolsonaro e os governadores. Na semana passada eles haviam se alfinetado e Bolsonaro chegou a lançar um “desafio” aos governadores. Ele havia prometido zerar os tributos federais sobre combustíveis se eles fizessem o mesmo com o tributo estadual.

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil