Geral Política

Depoimento do ex-diretor da PF Maurício Valeixo dura mais de 7 horas, OMS defende que coronavírus deixe de ser considerada uma doença leve e mais notícias2 min

11/05/2020 2 min read

author:

Depoimento do ex-diretor da PF Maurício Valeixo dura mais de 7 horas, OMS defende que coronavírus deixe de ser considerada uma doença leve e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

OMS defende que covid-19 deixe de ser considerada como uma doença leve

A Organização Mundial da Saúde defende que o novo coronavírus deixe de ser considerado como uma doença leve e alerta que os governos precisam assumir a responsabilidade diante da pandemia. Apesar de uma taxa de mortalidade relativamente baixa, segundo a OMS, se 40% dos infectados desenvolvem sintomas leves, há um grupo importante que sofre para restabelecer sua saúde, com diversas complicações. Além disso, 5% desenvolve status crítico e outros 15% são considerados casos graves.

Depoimento do ex-chefe da Polícia Federal dura mais de 7 horas

Nesta segunda (11), o ex-diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, foi ouvido pelos investigadores que atuam no inquérito para apurar a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF. O ex-diretor-geral chegou à superintendência de Curitiba por volta das 9h50 e só saiu às 17h40.

Rio de Janeiro pode entrar na lista de estados que estão implementando o lockdown

O governador do Rio, Wilson Witzel, definiu que, por enquanto, o lockdown não será no estado todo. Ele optou por deixar que cada município tome essa decisão de acordo com a realidade de cada local.

Avanço da Covid-19 no Amazonas derruba tese de que o vírus não sobrevive no calor

A proliferação do novo coronavírus em cidades da região Amazônica pôs em cheque a hipótese inicialmente levantada de que a covid-19 perderia força ao chegar em regiões mais quentes. Os estados do Amapá e Amazonas, têm registrado altas temperaturas, mas mesmo assim continuam liderando os ranking proporcionais de mortes e casos de pacientes infectados com o novo coronavírus.

Conselho Nacional de Justiça recomenda priorizar uso de leitos da rede privada do que construir hospitais de campanha

O CNJ aprovou uma nota técnica recomendando, que, diante de eventuais esgotamentos da rede pública de saúde, o poder público deve priorizar a requisição e contratação de leitos em hospitais privados. Segundo o Conselho Nacional de Justiça a medida vai agilizar a assistência médica, além de poder gerar economia aos cofres públicos.

Governo exonera secretário nacional de Justiça

Vladimir Passos de Freitas, que havia sido indicado pelo ex-ministro Sergio Moro, foi exonerado do cargo nesta segunda-feira (11). A exoneração é parte das alterações feitas no Ministério da Justiça após a saída ex-ministro Sergio Moro.

Foto: José Cruz/Agência Brasil