Geral Política

Nelson Teich deixa o Ministério da Saúde, Coronavírus já faz mais de 14 mil mortes no Brasil e mais notícias3 min

15/05/2020 2 min read

author:

Nelson Teich deixa o Ministério da Saúde, Coronavírus já faz mais de 14 mil mortes no Brasil e mais notícias3 min

Reading Time: 2 minutes

Nelson Teich deixa o Ministério da Saúde antes de completar um mês no cargo

Esta sexta-feira (15) já começou com a notícia da saída do ministro da Saúde, Nelson Teich, do atual cargo no governo. Teich deixou o Ministério da Saúde antes mesmo de completar um mês de mandato. Apesar de uma nota oficial do ministério dizendo que Teich pediu demissão, assessores da Saúde afirmaram que o médico foi demitido. Essa é a segunda saída de um ministro da Saúde em meio à pandemia do coronavírus. Teich havia substituído Luiz Henrique Mandetta.

Coronavírus já faz mais de 14 mil mortes no Brasil

O mais recente balanço do Ministério da Saúde informa que o Brasil já fez mais de 14 mil mortes provocadas pela Covid-19 e 212.198 casos confirmados da doença em todo o país até esta sexta-feira (15). São Paulo continua sendo o estado com mais número de casos confirmados e mortes, o Ceará aparece em segundo e o Rio de Janeiro em terceiro.

Ministros e governadores se mostram indignados com segunda mudança na pasta da Saúde

A demissão de Nelson Teich provocou rápida reação entre as mais diferentes personalidades políticas. Ministros da ala técnica do governo se mostraram extremamente preocupados com a segunda mudança no Ministério da Saúde em menos de um mês. Já entre os governadores, João Doria fez um longo discurso atacando o presidente Jair Bolsonaro. No Rio, Wilson Witzel também se manifestou, através de uma rede social, afirmando que o presidente atrapalha o combate à pandemia.

Governo libera mais 8,3 milhões de cadastros do auxílio emergencial

A empresa pública Dataprev, responsável por identificar quem tem direito ao auxílio emergencial de R$ 600, enviou à Caixa Econômica mais 8,3 milhões de cadastros aprovados. Os dados foram anunciados pelo presidente da estatal, Gustavo Canuto. Segundo Canuto, ainda há outros 5,7 milhões de cadastros na fila da análise.

Ministro do STJ rejeita pedido de adiamento do ENEM

O ministro Gurgel de Faria rejeitou o pedido de adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM. O pedido tinha sido feito pela União Nacional dos Estudantes e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, que argumentaram a necessidade do adiamento por conta da pandemia do coronavírus.

TCU determina que militares devolvam valor do auxílio emergencial recebido de forma errada

O Tribunal de Contas da União determinou que os militares que receberam R$ 600 do auxílio emergencial de forma irregular, devolvam o valor. O ressarcimento deve ser imediato. O TCU ainda determinou, aos ministérios da Defesa e o da Cidadania que, caso os ressarcimentos não sejam feitos até a data de fechamento da folha de pagamento do mês de maio, que seja então realizada a retenção no mesmo valor recebido pela pessoa que integra a folha, seja ela militar ativo, inativo ou pensionista.

TSE reafirma que prazos das Eleições Municipais serão mantidos

Em uma sessão remota, o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral respondeu negativamente à pergunta de uma deputada sobre a possibilidade de adiamento das Eleições 2020. Por unanimidade, o Colegiado acompanhou o voto do relator, ministro Og Fernandes. No entendimento do ministro, não cabe ao TSE alterar os prazos determinados pela legislação eleitoral. No entanto, segundo os termos da consulta, a medida se justificaria pela suspensão do atendimento presencial ao público nos cartórios eleitorais em razão da pandemia provocada pelo novo coronavírus (responsável pela covid-19).

Foto: Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil