Geral Política

Vacina chinesa começa a ser testada dia 20, secretário de Educação do Paraná recusa convite para ser ministro e mais notícias2 min

06/07/2020 2 min read

author:

Vacina chinesa começa a ser testada dia 20, secretário de Educação do Paraná recusa convite para ser ministro e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Vacina chinesa começa a ser testada no Brasil dia 20

O governo de São Paulo anunciou que a partir de semana que vem, vai começar o recrutamento de voluntários para a terceira fase de testes da vacina contra o novo coronavírus. Serão escolhidos 9 mil voluntários de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal. Na sexta-feira (3), a Anvisa liberou a nova etapa do projeto realizado pelo laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan.

Bolsonaro veta uso obrigatório de máscaras em presídios

Nesta segunda-feira (6) o presidente Jair Bolsonaro adicionou mais um veto na lei de obrigatoriedade do uso de máscaras em locais públicos. Dessa vez, o presidente da República desobriga o uso de máscaras em presídios. Na semana passada, Jair Bolsonaro já tinha vetado trechos que obrigavam a utilização do item em repartições públicas e templos religiosos.

Secretário de Educação do Paraná diz ter rejeitado convite para ser ministro da Educação

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, publicou uma mensagem afirmando ter recusado o convite do presidente Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Educação. Na mensagem, em sua rede social, Feder agradece o convite mas prefere seguir como secretário de Educação no Paraná. A fala de Feder veio depois de uma grande repercussão negativa envolvendo ele e os apoiadores de Jair Bolsonaro.

Bolsonaro anuncia sanção de MP que permite redução da jornada e salário durante pandemia

Nesta segunda-feira (6), o presidente Jair Bolsonaro afirmou em sua rede social, que irá sancionar a medida provisória que permite a redução da jornada de trabalho e do salário em razão da pandemia do novo coronavírus. Bolsonaro não informou se houve vetos a trechos da proposta aprovada.

Sergio Moro diz que desvios nas ações de combate ao coronavírus é quase um genocídio

O ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou em entrevista que as fraudes envolvendo desvios de dinheiro público da saúde, que deveriam ser aplicados em ações de combate ao coronavírus, ‘são quase como um genocídio’. Moro foi questionado sobre a avaliação da passagem dele pelo governo e sobre as perspectivas e os possíveis caminhos de combate à corrupção no país.

Foto: Nicolas Asfouri/ AFP