Sem Categoria

Brasil tem em média 1.050 mortes por dia pelo Coronavírus, Bolsonaro diz que Pazuello e Salles continuam no governo e mais notícias2 min

17/07/2020 2 min read

author:

Brasil tem em média 1.050 mortes por dia pelo Coronavírus, Bolsonaro diz que Pazuello e Salles continuam no governo e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Brasil tem média de 1.050 mortes por dia

O principais jornais do país divulgaram o mais recente levantamento da situação da pandemia no Brasil. Até as 20h desta sexta-feira (17) o país registrou 1.110 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas chegando ao total de 77.932 mortes por covid-19.

Bolsonaro diz que Pazuello e Ricardo Salles continuam como ministros

O presidente Jair Bolsonaro afirmou em sua rede social que o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, vão ficar no governo. A saída de Salles tem sido cogitada desde quando a reunião ministerial foi divulgada em abril. Já Pazuello, assumiu a pasta da Saúde, interinamente, há 62 dias desde a saída de Nelson Teich.

Pastor Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação

Essa semana, o presidente Jair Bolsonaro anunciou o professor e pastor evangélico Milton Ribeiro como o novo ministro da Educação. O pastor será o quarto ministro a comandar a pasta em um ano e meio de governo Bolsonaro.

Brasil entra em acordo mundial de vacinas para Covid-19

O governo brasileiro realizou, essa semana, um pedido oficial para fazer parte do sistema mundial que está sendo criado para garantir a vacina contra o novo coronavírus. Em um primeiro momento, o país teria ficado de fora do acordo, mas agora as entidades afirmaram que o Brasil e outros países de renda média poderão sim fazer parte da iniciativa. No entanto, diferente dos países mais pobres, o Brasil terá que arcar com os custos para ter acesso ao produto.

Bolsonaro sanciona o novo marco legal do saneamento básico

Essa semana, o presidente Jair Bolsonaro sancionou o novo marco legal do saneamento básico. O presidente fez 11 vetos no texto original aprovado pelo Congresso. Atualmente, o saneamento é prestado, a maioria, por empresas públicas estaduais, no entanto, a nova lei visa ampliar a presença do setor privado na área.