Geral Política

TCU exige que governo monte um plano de vacinação contra o Coronavírus, MEC anuncia cortes no orçamento da educação e mais notícias2 min

12/08/2020 2 min read

author:

TCU exige que governo monte um plano de vacinação contra o Coronavírus, MEC anuncia cortes no orçamento da educação e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

TCU dá 15 dias para que o governo federal monte um plano de vacinação contra Coronavírus

O Tribunal de Contas da União abriu um prazo de 15 dias para que o governo apresente um plano de vacinação contra a Covid-19. No plano deve conter informações sobre como agir, produção e distribuição das futuras doses da vacina. O governo federal já editou uma medida provisória com R$ 1,9 bilhão para comprar e produzir até 100 milhões de doses da chamada “vacina de Oxford”.

MEC anuncia corte de R$1,4 bilhões na verba de universidades e institutos em 2021

O Ministério da Educação anunciou que irá fazer cortes no orçamento de universidades e institutos federais para 2021. O valor do corte deve chegar a R$1,4 bilhão. A redução afeta não apenas o investimento, mas também a assistência estudantil como bolsas de estudo, auxílio-moradia e refeições nos restaurantes universitários.

São Paulo irá receber 15 milhões de doses da vacina chinesa

O Instituto Butantan, em São Paulo, anunciou que receberá 15 milhões de doses da vacina chinesa até o final deste ano. De acordo com o diretor do Instituto, o material de imunização que está sendo produzida na China será enviado para o Brasil, de forma fracionada, a partir de outubro.

Bolsonaro escolhe novo nome para ser o líder do partido na Câmara

Em uma rede social, o deputado Ricardo Barros (PP-PR) afirmou que será nomeado o novo líder do governo de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados. Na publicação, Ricardo Barros agradeceu a confiança e a indicação deve ser concluída já na próxima terça (18).

Paulo Guedes anuncia saída de secretários do Ministério da Economia

Os secretários especiais de Desestatização e Privatização e de Desburocratização, Gestão e Governo Digital pediram demissão do Ministério da Economia nesta terça-feira (11). Segundo o ministro Paulo Guedes, houve uma ‘debanada’ no Ministério, mas que o governo não desistirá das reformas.

Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados