Geral Política

Lava Jato denuncia Frederick Wassef, Ministério da Saúde planeja ‘Dia D’ com uso da hidroxocloroquina e mais notícias2 min

25/09/2020 2 min read

author:

Lava Jato denuncia Frederick Wassef, Ministério da Saúde planeja ‘Dia D’ com uso da hidroxocloroquina e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Lava Jato denuncia Frederick Wassef por peculato e lavagem de dinheiro

O advogado Frederick Wassef, que já trabalhou para a família Bolsonaro, e outras quatro pessoas foram denunciadas nesta sexta-feira (25) pela força-tarefa da Lava Jato por peculagem e lavagem de dinheiro. A denúncia é um desdobramento da Operação E$quema S, que mirou um suposto esquema de tráfico de influência envolvendo grandes escritórios de advocacia.

Celso de Mello deixará o STF em outubro

O ministro do Supremo Tribunal Federal comunicou que irá antecipar a aposentadoria e deixará o STF no dia 13 de outubro. Antes de sair, Celso de Mello espera estar presente no depoimento presencial do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que investiga uma suposta tentativa de interferência na PF.

Ministro da Saúde planeja ‘Dia D’ contra covid-19 usando a cloroquina

Segundo jornais do Brasil, o Ministério da Saúde está planejando uma ação intitulada de ‘Dia D’ para abrir as Unidas Básicas de Saúde para passar orientações sobre um “tratamento precoce” com o uso da hidroxocloroquina. A data escolhida foi o dia 3 de outubro. O planejamento do “Dia D’ foi feitos em reuniões internas durante a semana.

Eleições 2020: Mais de 25 mil candidatos mudam a raça declarada

Mais de 25 mil candidatos que concorreram na eleição de 2016 alteraram a raça declarada no TSE para as eleições deste ano. Destes, 40% deixaram de ser brancos e passaram a se considerar negros. Para especialistas, há três hipóteses para as mudanças de classificação de raça/cor entre os candidatos: aumento de identificação/consciência, erro de preenchimento e fraude.

Força-tarefa da Amazônia cobra R$ 893 milhões de desmatadores

A Força-Tarefa da Amazônia acionou a Justiça com 27 ações diferentes no valor de R$ 893 milhões de desmatadores da Amazônia Legal. Os processos buscam a reparação por danos ambientais causados em cerca de 35 mil hectares de floresta.

Foto: Daniel Marenco