Geral Política

Bolsonaro vai pedir à Anvisa para que analise spray nasal contra Covid-19, endividamento das famílias bate recorde na pandemia e mais notícias2 min

15/02/2021 2 min read

author:

Bolsonaro vai pedir à Anvisa para que analise spray nasal contra Covid-19, endividamento das famílias bate recorde na pandemia e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Bolsonaro pedirá à Anvisa que analise spray contra Covid-19

Mesmo sem eficácia garantida e ainda em desenvolvimento, o spray de uso nasal contra o novo coronavírus é mais uma opção analisada por Jair Bolsonaro no combate à pandemia. O medicamente ainda está na fase inicial de testes, mas segundo a imprensa ele teria sido testado em 30 pacientes e sido eficaz em 29 deles. Bolsonaro tem tido conversas com o governo israelense sobre o tema desde a última semana.

Endividamento das famílias brasileiras bate recorde na pandemia

Segundo o Banco Central e a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, o endividamento das famílias brasileiras bateu recorde no ano passado em meio à pandemia de Covid-19. Esse endividamento das famílias com os bancos atingiu 51% da renda acumulada nos doze meses anteriores, e é um novo recorde da série história desde 2005.

Bolsonaro assina decretos que altera regras para a compra de armas de fogo

O presidente Jair Bolsonaro assinou quatro decretos flexibilizam o uso e a compra de armas de fogo no país. Desde sexta-feira (12), o novo decreto altera o limite e o número de armas para porte, aumenta o número de compra de munições, flexibilidade os exames de aptidão fisiológica e amplia a lista de categorias profissionais que têm direito de adquirir armas e munições.

Lewandowski autoriza Polícia Federal a investigar ministro Eduardo Pazuello

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, autorizou o pedido da Procuradoria-Geral da República para que a Polícia Federal investigue a responsabilidade do ministro, Eduardo Pazuello, na crise de saúde pública em Manaus, onde pacientes morreram por falta de oxigênio. O ministro autorizou depoimentos, acesso a e-mails, informações sobre transporte e gastos com medicamentos.

Nigeriana se torna a primeira mulher a comanda a OMC

A nigeriana Ngozi Okonjo-Iweala se tornou a primeira mulher a ser diretora-geral da Organização Mundial do Comércio. Okonjo-Iweala tem 66 anos e é economista especializada em finanças globais. Além disso, foi diretora do Banco Mundial por 25 anos e foi também a primeira mulher a comandar o ministério das Finanças da Nigéria

Foto: Hunter Medical Research Institute