Geral Política

Câmara decide manter o deputado Daniel Silveira preso, Brasil completa um mês com média de mortes por Covid acima de mil e mais notícias2 min

19/02/2021 2 min read

author:

Câmara decide manter o deputado Daniel Silveira preso, Brasil completa um mês com média de mortes por Covid acima de mil e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Câmara decide manter o deputado Daniel Silveira preso

Por 364 votos a favor contra 130 e 3 abstenções, a Câmara dos Deputados decidiu manter a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL). O deputado foi preso por decisão do STF depois de divulgar um vídeo onde faz apologia ao AI-5 e critica os ministros.

Brasil completa um mês com média de mortes por Covid-19 acima de mil

Nesta sexta-feira (19) o Brasil completou um mês que vem registrando mais de mil mortes por Covid-19 diariamente. Nas últimas 24 horas, foram 1.345 óbitos. Os dados são obtidos pelos principais jornais do país juntamente com o Ministério da Saúde.

Bolsonaro indica general Joaquim Silva e Luna para presidência da Petrobras

O presidente Jair Bolsonaro anunciou o general Joaquim Silva e Luna como o novo presidente da Petrobras. Se a decisão for confirmada, Luna e Silva substituirá o atual chefe da estatal, Roberto Castello Branco, indicado por Bolsonaro em 2018. Para que a substituição seja confirmada, ainda é necessário o aval do Conselho de Administração da Petrobras.

Instituto Butantan afirma que governo federal ignorou os avisos para compra de vacinas

De acordo com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, o Ministério da Saúde teria ignorado três ofícios enviados pelo Instituto oferecendo doses de vacia contra Covid-19 ao governo federal. Os documentos, que ficaram sem resposta, foram enviados em julho, agosto e outubro do ano passado. O Butantan ofertou ao governo federal a compra de 60 milhões de doses da vacina CoronaVac para entregar ainda em 2020 e de mais 100 milhões para entregar em 2021.

Ministério diz que vai aplicar nova leva da vacina sem reservar estoque

O Ministério da Saúde informou que decidiu fazer uma mudança na estratégia da vacinação contra a Covid-19. Agora, cada nova dose será aplicada a uma pessoa, sem reservar metade do imunizante para a segunda dose. O ministério explicou que o ritmo de chegada de novas doses vai acelerar daqui para frente, e não será mais preciso reservar metade dos imunizantes de uma leva para a segunda dose.

Foto: TV Câmara