Geral Política

Fachin anula condenações de Lula que voltará a ser elegível, novas parcelas do auxílio emergencial devem ser entre R$ 175 e R$ 375 e mais notícias2 min

08/03/2021 < 1 min read

author:

Fachin anula condenações de Lula que voltará a ser elegível, novas parcelas do auxílio emergencial devem ser entre R$ 175 e R$ 375 e mais notícias2 min

Reading Time: < 1 minute

Fachin anula condenações de Lula que poderá se eleger para eleições

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anulou todas as condenações do ex-presidente Lula relacionadas às investigações da Operação Lava Jato. A decisão de Fachin não necessita do plenário do STF, a não ser que o próprio ministro decida remeter o caso para os demais ministros. Fachin declarou que houve incompetência da Justiça Federal do Paraná para julgar as quatro ações contra o ex-presidente. Com a decisão, Lula recupera os direitos políticos e pode voltar a concorrer nas eleições.

Novo valor do auxílio emergencial será entre R$ 175 e R$ 375

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o novo valor do auxílio emergencial em 2021 será entre R$ 175 e R$ 375, dependendo da situação da família. A PEC emergencial, que viabiliza a retomada do auxílio emergencial, foi aprovada na semana passada pelo Senado Federal.

Ministro da Saúde altera novamente a previsão da chegada das vacinas contra Covid-19

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, faou que o Brasil deve receber novas doses da vacina contra Covid-19 até o final de março. Esse é o quarto prazo diferente dado pelo ministério. Em fevereiro, a previsão era ter 46 milhões de doses até o final de março; depois, a estimativa foi reduzida para 38 milhões de doses. No sábado, o número caiu para 30 milhões de doses.

Brasil já aplicou ao menos uma dose da vacina em 8,2 milhões de pessoas

Segundo o balanço geral da vacinação contra Covid-19 no Brasil, pelo menos 8.220.820 pessoas já receberam a primeira dose da vacina. A segunda dose já foi aplicada em 2.718.147 pessoas, ou seja, em todo o país quase 11 milhões de pessoas já foram vacinadas com a primeira dose contra o coronavírus.

Foto: Leonardo Benassatto