Geral Política

Pesquisa mostra que 36% das famílias brasileiras passaram fome durante a pandemia, Auxílio Emergencial já está disponível para consulta e mais notícias2 min

02/04/2021 2 min read

author:

Pesquisa mostra que 36% das famílias brasileiras passaram fome durante a pandemia, Auxílio Emergencial já está disponível para consulta e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

­36% dos brasileiros dizem ter passado fome na pandemia ou comido menos

Uma pesquisa do PoderData mostrou que 36% das família brasileiras disseram ter passado fome ou comido menos durante a pandemia do novo coronavírus. O percentual de pessoas que deixou de comer, conforme o levantamento, equivale a 14,9 milhões de pessoas, considerando a população brasileira estimada pelo IBGE.

Consulta sobre auxílio emergencial já está disponível

Desde sexta-feira (2), trabalhadores que se inscreveram para o auxílio emergencial 2021 já poderão saber se foram incluídos ou não na nova rodada. A consulta pode ser feita pelo Portal de Consultas da Dataprev. O trabalhador deverá informar o CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Quem já recebe o Bolsa Família e inscritos no CadÚnico não estarão na lista da Dataprev já que, nesses casos, as parcelas serão depositadas automaticamente.

Capitais suspendem vacinação contra Covid por falta de doses

A falta de vacinas levou, nesta semana, quatro capitais a suspenderem a aplicação das doses. Foram elas: Curitiba, Goiânia, Rio Branco e Florianópolis. No Distrito Federal, o governo já tinha restringido a aplicação das vacinas para antes do feriado.

Orçamento para 2021 aponta ‘guerra’ entre Congresso e Ministério da Economia

O Orçamento da União para 2021, aprovado no Legislativo com quase três meses de atraso, está se tornando um motivo de “guerra” entre a equipe econômica do governo e o Congresso Nacional. Segundo a equipe de Guedes, o texto foi aprovado com o aumento nos investimentos a partir dos cortes nas despesas obrigatórias. A nova ministra da Secretaria de Governo, deputada Flávia Arruda, que assumiu o cargo há pouco tempo, já está sendo obrigada fazer um acordo entre o Palácio do Planalto e o Legislativo para evitar uma guerra pior ainda, entre a base de apoio do governo e o presidente Jair Bolsonaro.

Foto: Jefferson Coppola