Sem Categoria

Butantan quer começar testes da ButanVac em humanos, Governo Federal diz que não terá Censo em 2021 e mais notícias2 min

24/04/2021 2 min read

author:

Butantan quer começar testes da ButanVac em humanos, Governo Federal diz que não terá Censo em 2021 e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Butantan socilita à Anvisa autorização para testar vacina brasileira em humanos

Nesta sexta-feira (23), o Instituto Butantan em São Paulo pediu à Anvisa para que iniciasse os testes da ButanVac em humanos. O Butantan divulgou ainda que, a partir da próxima semana, eles começarão a produzir 40 milhões de doses da nova vacina, que devem ficar prontas até julho. Se der certo, o pedido para o uso emergencial da ButanVac deve ser feito em Setembro.

Governo diz que Orçamento Federal não prevê recursos para o Censo 2021

O secretário especial da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o Orçamento de 2021 não permite recursos para a realização do Censo Demográfico esse ano, e que portanto, a pesquisa não será feita. O Censo é uma pesquisa realizada a cada 10 anos pelo IBGE, no qual o Instituto faz um levantamento sobre a população brasileira e permite traçar um perfil socioeconômico do país. Assim, a pesquisa ajuda a construir políticas públicas para o país, além da contagem populacional, escolaridade, emprego, acesso a saneamento, entre outros.

Um dia após cúpula do clima, Meio Ambiente perde R$ 240 milhões do Orçamento

De acordo com uma nota informativa dos consultores do Orçamento na Câmara dos Deputados, o Ministério do Meio Ambiente teve R$ 239,8 milhões vetados em 2021. Do valor vetado, há R$ 11,6 milhões que estavam especificamente destinados a ações de “controle e fiscalização ambiental”. O corte acontece um dia depois do presidente Jair Bolsonaro ter participado da cúpula do clima organizada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, onde Bolsonaro prometeu fortalecer os órgãos ambientais e duplicar os recursos para fiscalização do Meio Ambiente.

Bloqueios no Orçamento vê risco de paralisação de serviços públicos

O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues admitiu que o patamar de gastos não obrigatórios previstos no orçamento federal em 2021 será baixo, mas que não há nenhuma paralisação prevista das atividades em nenhum ministério. No entanto, para Felipe Salto, diretor-executivo da Instituição Fiscal (IFI), órgão ligado ao Senado Federal, esse bloqueio de gastos vai prejudicar programas e projetos essenciais, elevando o risco de “shutdown” (paralisação da máquina pública).

Foto: Miguel Schincariol