Geral Política

Advogado da Precisa Medicamentos fica em silêncio durante CPI, Anvisa rejeita uso da CoronaVac em crianças e mais notícias2 min

18/08/2021 2 min read

author:

Advogado da Precisa Medicamentos fica em silêncio durante CPI, Anvisa rejeita uso da CoronaVac em crianças e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Advogado da Precisa Medicamentos fica em silêncio durante depoimento na CPI da Covid

O advogado Túlio Silveira, que representa e empresa que intermediou a negociação da compra das vacinas Covaxin com o Ministério da Saúde, prestou depoimento nesta quarta-feira (18) na CPI da Covid. Os senadores questionaram o advogado sobre o contrato de 20 milhões de doses que foi cancelado pelo governo federal logo após as denúncias de irregularidades. No entanto, durante todo o depoimento, Túlio Silveira permaneceu em silêncio. Os componentes da CPI decidiram que o advogado será investigado.

Anvisa rejeita uso da CoronaVac em crianças

Nesta quarta-feira (18), diretores da Anvisa rejeitaram, por unanimidade, o pedido do Instituo Butantan para começar a vacinação com a CoronaVac em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos. Segundo a Anvisa, ainda não há estudos de que realmente a vacina seja eficaz para essa faixa etária. A CoronaVac atualmente está em uso para crianças acima de 3 anos na China.

Pacheco diz que Senado vai votar a PEC das coligações, mas ‘tendência’ é rejeitar as mudanças

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que a PEC que promove uma minirreforma eleitoral e pretende resgatar as coligações partidárias nas eleições será analisada pelos senadores no plenário. A tendência é que o Senado rejeite as mudanças e mantenha o sistema atual, sem as coligações. O tema será levado ao plenário em respeito à votação na Câmara, segundo Pacheco.

Ministro da Saúde diz que 3ª dose da vacina vai começar pelos idosos e profissionais de saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a terceira dose da vacina será aplicada, inicialmente, em idosos e profissionais de saúde. No entanto, ele não informou quando a vacinação começará a ser aplicada. Queiroga disse que já encomendou um estudo para verificar se há a necessidade da terceira dose da CoronaVac. A Anvisa também autorizou estudos da terceira dose das vacinas da Pfizer e AstraZeneca no Brasil.

Foto: Agência Senado