Geral Internacional Meio Ambiente Política

Bolsonaro envia vídeo para Conferência do Clima da ONU, STF inclui injúria racial ao crime de racismo e mais notícias2 min

01/11/2021 2 min read

author:

Bolsonaro envia vídeo para Conferência do Clima da ONU, STF inclui injúria racial ao crime de racismo e mais notícias2 min

Reading Time: 2 minutes

Em discurso para COP 26, Bolsonaro diz que Brasil é solução para crise climática

O presidente Jair Bolsonaro, que não está na COP26 – conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – enviou um vídeo onde ele diz que o “Brasil é uma potência verde” e que no combate à mudança do clima, o Brasil sempre foi parte da solução e não do problema. Ele também afirmou que o país tem ‘projetos verdes’ em áreas de conservação e restauração florestal, energia renovável, saneamento, mas deixou de falar sobre o vasto desmatamento na Amazônia.

STF inclui injúria racial ao crime de racismo

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 8 votos contra 1, que o crime de injúria racial pode ser equiparado ao crime de racismo. A decisão foi tomada após a análise de um caso que aconteceu em 2013 onde uma mulher de Brasília teria ofendido a frentista de um posto de gasolina que não permitiu que ela pagasse com cheque conforme regras do posto.

Governo federal proíbe demissão de funcionários não vacinados contra Covid

Uma portaria assinada pelo ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni, determinou que empregadores não vão poder desligar os funcionários que não apresentarem carteira de vacinação contra a Covid-19. Segundo a pasta, demitir os funcionários seria uma prática “discriminatória” e que se vacinar é uma “decisão pessoal”.

Mercado projeta alta maior da inflação

O mercado financeiro elevou novamente a estimativa para a inflação oficial medida pelo IPCA em 2021 e 2022. Os analistas também passaram a estimar a taxa de juros da economia em um número acima de 10% ao ano em 2022.

Governo confia que deputados vão aprovar a PEC dos Precatórios

O governo federal espera que ainda nesta semana a Câmara dos Deputados vote a chamada PEC dos Precatórios. O texto enviado em agosto deste ano, pretende permitir o parcelamento no pagamento de precatórios a partir de 2022. Precatórios são dívidas da União com pessoas físicas, jurídicas, estados e municípios que devem, obrigatoriamente, serem pagas pelo governo.

Foto: Reprodução Vídeo